Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Artigos

Redes Comerciais: Superação do paradigma econômico a partir da teoria sistêmica

Arnaldo Rizzardo Filho, Mestrando; arnaldorizzardofilho@hotmail.com.

Resumo: Atualmente faz-se amplamente presente nos mercados varejista e da prestação de serviços a atuação em grupo mediante redes comerciais. Muitas são as vantagens em se fazer parte de um grupo: há maior escala e poder de mercado em face do tamanho cada vez maior da rede, há maior capacidade de barganha devido ao aumento de demanda que o grupo proporciona em relação ao empresário individual, há benefícios em relação aos fornecedores, há redução de custos em ações de marketing, etc. Epistemologicamente, as bases teóricas que dominam o conhecimento em torno das redes comerciais estão fortemente ligadas à práxis, como a teoria contratualista e a teoria política. O problema é que essas bases são insuficientes para mostrar o verdadeiro sentido das redes comerciais. A práxis deixa de lado questões de suma importância, como sociedade, cooperação, colaboração, expectativas de quem adere à rede, de responsabilidade coletiva de que forma a rede, enfim, questões que são capazes de mostrar o correto direito aplicado às redes. Nesse sentido, as páginas que seguem apresentam a temática das redes comerciais sob a ótica da teoria sistêmica, nos moldes de Niklas Luhmann, teoria capaz de mostrar o verdadeiro sentido das redes comerciais e o melhor direito a ser aplicado.

Clique aqui para baixar o artigo completo.